10 dicas práticas para você ser mais organizado (a)

Flat lay of minimal workspace desk with notebook, eyeglasses and

Organização, uma palavra simples, mas que deixa muita gente de cabelo em pé. Quando organizados nós conseguimos render mais e gastar menos energia. Por exemplo, quando estamos procurando muito uma caneta que precisamos e não encontramos em lugar nenhum. Você perde tempo e energia procurando ela enquanto podia estar fazendo outras tarefas.

Então resolvi criar esse post dando algumas dicas que eu utilizo no meu dia a dia para me manter organizada.

  • Limpe seu espaço pessoal

Como no exemplo acima, quando os ambientes da sua casa se mantêm organizados, você consegue se dedicar a outras coisas e se manter mais concentrado.

  • Crie espaço e não desculpa

Antes eu pensava que precisava de uma casa maior, mas eu percebi que consigo viver em um espaço menor. Como? Me desfazendo do que eu não preciso e abrindo lugar para o ar ventilar, aproveitar minha casa. Quando nós não conseguimos manter a casa organizada por mais que um ou dois dias, pode ter certeza, você tem coisas demais e lugares de menos.

  • Anote suas principais atividades para o dia seguinte

Se você é aquele tipo de pessoa que vive esquecendo do que tem que fazer, não sabe priorizar o que realmente tem que ser feito, anotar em tópicos vai te ajudar muito. Quer saber mais? Leia o post anterior sobre o Bullet Journal e como é simples implementar essa técnica.

  • Faça uma atividade por vez

Sim! Tentar ser multitarefas só te atrapalhará, te deixando sem foco e fazendo você perder mais tempo.

  • Crie uma rotina pessoal e da casa

Li uma vez que criar uma rotina é o caminho para alcançar seus sonhos. Construir uma rotina te ajudará a dividir melhor seu tempo e a ter uma vida mais tranquila.

  • Veja o que realmente importa para você

Encontre suas prioridades e se desfaça daquilo que não te gera felicidade.

  • Analise o que você traz para casa

Antes de fazer uma compra pare e pense. Eu preciso disso ou eu quero? É só uma necessidade de me sentir melhor? Combina com o que eu tenho no armário? Estou levando só por causa do preço?

  • Evite procrastinar

É difícil, eu sei. Mas existem algumas dicas do que podemos fazer para evitar a procrastinação. Algumas são: elimine distrações, não se cobre tanto, use as listas de tarefas, usa a técnica do Pomodoro, quebre tarefas difíceis em pequenas tarefas mais fáceis, se dê recompensaras quando cumprir todas.

  • Use a tecnologia a seu favor

Baixe aplicativos que te ajudem na rotina e organização.

  • Crie um momento só seu

Introduza na sua rotina o hábito de se desligar de tudo. Se desligar do trabalho, da casa, do mundo, da internet. Use esse tempo para você e não abra mão por ninguém.

Anúncios

Se organize com o Bullet Journal

Top view open notebook and pen on white desk background.

Sabe quando você está tão acostumado com uma coisa e esquece como era sem ela? Eu sou assim com o meu Bullet Journal. 

No final de 2016 eu fiz minha lista de metas para esse ano e entre elas, estava me tornar uma pessoa mais organizada.

Fui então ao amigo Google pesquisar formas de organização e inicialmente pensei em ter um planner. Só que eu não sabia se conseguiria me adaptar e não desanimar de preencher ele todos os dias, e também não queria me sentir pressionada a fazer mil coisas nele.

Foi então que conheci o bujo. Por anos, desde a época da faculdade, eu usava um caderninho para anotar coisas que eu precisava fazer no dia seguinte. Logo adaptei o que eu já tinha o hábito de fazer a técnica do bujo.

Essa técnica criada pelo Ryder Carroll é muito simples e flexível. Trata-se de você colocar em um único caderno ou agenda todos os aspectos da sua vida. Trabalho, estudo, planejamento para uma viagem…

Para começar você só precisa de um caderno (pode ser o modelo de sua preferência, pautado ou liso) e uma caneta.

Basicamente no início você precisa criar um índice, um calendário mensal e um calendário diário.

Quando procuramos inspirações na internet encontramos diversos formatos, porque cada um adaptou a sua própria necessidade. Então não fique desanimado se você não é muito criativo, não sabe desenhar e nem tem mil adesivos para enfeitar seu bujo.

O próprio Ryder tem o seu super minimalista com um layout simples e sem enfeite.

Nesse vídeo ele explica o passo a passo de como criar o Bullet.

 Você pode ainda criar páginas suas com listas de séries para atualizar e ver, filmes, metas, lista de compras e muito mais.

Se interessou? Você pode começar um agora mesmo. Lembre-se de manter o foco no que é importante para você. Anote as principais atividades que precisa fazer no dia, mas não muitas, listar mil tarefas para um dia e não conseguir realizá-las só vai te deixar frustrado e vá riscando o que você já fez.

Uma dica extra é criar um cantinho da gratidão no bujo.  Já falei um pouquinho aqui sobre a gratidão no nosso dia a dia. E é isso. Nunca é tarde para começar.

 

Ser feliz sendo você mesma

Young beautiful woman standing in the flower field enjoyment.

A minha busca pela simplicidade passa por vários pontos da minha vida, desde as coisas que me cercam ao meu interior. Resolvi fazer esse post falando um pouco sobre voltar as origens.

A descoberta do minimalismo bateu junto com uma necessidade de me autoconhecer. Na sociedade, nós temos um padrão de beleza e comportamento, esse padrão é quase inatingível para a maioria das pessoas, mas mesmo assim nós continuamos nos anulando tentando incessantemente atingi-lo.

Por muitos anos eu não me aceitava, não aceitava meu tom de pele, meu cabelo, minhas origens. Hoje eu sei que o problema não é meu, é a sociedade em que eu vivo.

Quando eu comecei buscar me conhecer de verdade, conhecer meus gostos sem me deixar influenciar, foi uma deliciosa descoberta.

Eu percebi que não tinha motivos para tentar me tornar algo que eu não sou, eu aprendi que eu me basto.

Aceitar meu cabelo cacheado foi o primeiro passo. Depois de anos passando pelo período de transição, eu sei que foi a melhor decisão que eu já tomei. Me livrar das químicas e me reencontrar depois de anos me trouxe uma visão nova e me mostrou que a aparência é muito mais do que aqueles pequenos segundos que olhamos as pessoas e imaginamos quem elas são. Por dentro nós somos únicos e especiais.

Algumas pessoas defendem que nada disso tem a ver com o minimalismo, mas eu discordo. Acredito que o minimalismo traz uma consciência maior sobre o que precisamos e dentro de cada pessoa isso pode ser lido de uma forma.

Se aproximar do seu eu natural, ser livre para não aceitar padrões de estética, principalmente se você for mulher, não tem preço. É como se tirássemos um peso dos ombros.

Não quero nesse post julgar as pessoas que optaram por fazer qualquer procedimento para buscar uma beleza idealizada por elas de forma alguma.

Mas dentro do que eu procuro para minha vida o minimalismo me fez perceber como é bom viver sendo eu mesma, sem estar coberta por milhares de procedimentos e produtos que nos fazem acreditar que precisamos. Tudo isso acaba nos afastando da nossa essência.

O maior empoderamento é se aceitar!

Quando temos que deixar ir

Colorful balloons flying on sky.

Um instante e a nossa vida muda radicalmente. Quando amamos é difícil demais dizer adeus, mas faz parte da vida. As vezes temos que fazer escolhas que nos cortam por dentro, nessas horas é preciso um equilíbrio muito grande para não se perder.

A melhor forma de seguir em frente é homenagear aquele ser que se foi todos os dias encontrando algo para ser feliz.

É viver plenamente e saber que cada dia foi aproveitado com quem você ama e está do seu lado.

Uma lição que aprendi é aproveite cada dia como se fosse o último e não se prenda a bens materiais, porque no fim não levamos nada daqui e percebemos quanto deixamos de viver por estarmos preocupados com dinheiro e objetos que não significam nada.

Há momentos em que é preciso escolher entre viver a sua própria vida plenamente, inteiramente, completamente, ou assumir a existência degradante, ignóbil e falsa que o mundo, na sua hipocrisia, nos impõem. – Oscar Wilde

Minimalismo: Um documentário sobre as coisas importantes

documentariominimalism_reviewslowliving_imagemreproducao

Depois de uma semana longe, muitas coisas acontecendo, decidi começar essa nova semana buscando o que eu quero. Percebi que em um minuto a nossa vida pode mudar e não estarmos mais aqui.

Então tratei de criar um tempo para ver esse documentário que já queria assistir a meses. Esse documentário foi lançado em 2016 nos EUA e dirigido por Matt D’Avella.

Já vi pessoas que amaram e outras que não gostaram, mas acho importante formarmos nossa própria opinião. Assista se você tiver oportunidade.

A primeira impressão foi como é insana a forma que consumimos e ele mostra muito bem imagens absurdas de como as coisas se tornaram importantes para a gente. Por mais que saibamos que existi essas mega liquidações, ver todos aqueles vídeos, é impressionante.

Parar para tentar imaginar a quantidade de resíduos que jogamos “fora” também impressiona quando não existe fora nesse planeta.

Outro ponto que achei extremamente bacana foi eles tocarem em um assunto importante da nossa sociedade de hoje, que é o foco das propagandas nas crianças. Nos fazendo refletir a que ponto chegou a busca pelo dinheiro e como esses pequenos crescerão associando objetos a felicidade e sucesso.

Ao longo do documentário acompanhamos um pouco da vida de Joshua Millburn e Ryan Nicodemus, os Minimalistas e entrevistas com pessoas que aplicaram o minimalismo nas suas vidas e se sentem mais plenos.

No documentário eles também falam um pouco sobre a meditação e os benefícios que ela traz.

Apesar de entender e concordar com algumas críticas que fizeram ao ‘Minimalism’, acredito que a grande mensagem desse documentário não é para se desfazer de tudo que você tem do dia para noite ou que só quando você chega a um limite bom de dinheiro na sua conta você começa a perceber que aquilo não te faz feliz. A grande mensagem é chamar a atenção das pessoas mostrando como traz felicidade se sentir suficiente. Não sentir obrigação de adquirir mais e mais coisas para mostrar que se é bem-sucedido e nem que objetos te trazem felicidade.

O mais importante é dar valor as pessoas e não as coisas.

Como tudo na vida é importante reter que gostamos e descartar o que não nos interessa. O documentário dá um pequeno gostinho do que é a filosofia do minimalismo e nos faz querer aprender mais sobre, então eu penso que ele cumpre o papel que foi proposto.

Atualmente o documentário pode ser assistido na Netflix.

A energia do gato na sua casa

“Tudo no Universo é energia. Somos energia e o nosso pensamento é energia em movimento com uma força admirável. Quando pensamos mobilizamos energias positivas ou negativas em tono e conforme mentalizamos. Somos o que pensamos, portanto é importante pensar no bem e no amor, para progredirmos como Espíritos que somos.” Sebastião Wanderley

Cat in the Green Grass in Summer. Beautiful brown Cat with grey

Somos energia, e por isso sentimos quando estamos perto de pessoas ou lugares com muita energia negativa.

Essa energia pesada fica em nosso entorno e acabamos sendo afetados por ela negativamente.

Existem algumas formas de neutralizarmos essas energias e um poderoso aliado nisso é o gato. Veja bem, não estou nesse post fazendo uma campanha para adotarem gatos e nem dizendo que eles são o remédio para tudo de ruim que possa estar te acontecendo.

Pelo contrário, às vezes os gatos aparecem na nossa vida quando estamos precisando e se vão quando não precisamos mais deles. Sempre é indicado se por algum motivo você não puder ficar com o gato, precisa conseguir um lar para ele.

Estudiosos dizem que os gatos passam tantas horas por dia dormindo por precisarem repor a energia que eles perdem limpando os ambientes.

Os gatos são nossos guardiões no mundo energético. Muitas das vezes ele permanece por mais tempo nos pontos da nossa casa onde as energias estão mais baixas e vai limpando aquele ponto.

Eles têm uma sensibilidade maior e vem nos mostrar como evoluir, aprendendo a amar sem amarras. Que o amor verdadeiro volta sempre. Eles conseguem ver os seres humanos por dentro, enxergar quando estamos com medo, angústia e precisamos de ajuda.

Nesse video da Cristina Cairo ela explica todas as faces desses bichanos que tanto alegram a nossa vida.

 

Minimize pensamentos negativos agora

Woman drinking coffee at home with sunrise streaming in through

Quando iniciei pelo caminho do minimalismo resolvi colocá-lo em diferentes áreas da minha vida. Isso é muito pessoal e é importante dizer que o minimalismo como estilo de vida não deve ditar regra para ninguém.

Algumas pessoas se sentem bem com um número mínimo de coisas, outras já necessitam de mais, porém, elas podem ser minimalistas se desfazendo do que não lhes serve e tendo um consumo mais consciente.

Um dos aspectos que tomei para mim com essa redução de peso na minha vida é ser focada em minimizar meus pensamentos negativos.

Por muitos anos esses pensamentos guiaram a minha vida. Inconscientemente eu sempre focava no que poderia dar errado em vez do que podia dar certo.

Esse é um peso grande que vive nos nossos ombros e se intensifica quando vemos notícias da violência e nos desconectamos de coisas que realmente importam como a família e a natureza.

Esses pensamentos aparecem por meio daquela voz que fica na nossa cabeça dizendo que vai dar tudo errado, para se preparar para a fuga.

Eu tenho combatido essa voz de algumas formas e uma é quando essa ela começa na minha cabeça (a apelidei de chatinha) eu logo paro o que estou fazendo e penso ou falo em voz alta para a chatinha ficar quieta que eu tenho muitas coisas que quero fazer.  Logo penso em outra coisa e procuro esquecer aquelas preocupações bobas.

Outra forma é com a minha gratidão diária que falei um pouco mais nesse outro post aqui no blog.

Ainda com a minha busca pelo minimalismo e uma vida mais simples sei que vai me trazer mais tranquilidade e menos estresse contribuindo para uma mente mais serena.

Junto com isso tudo tenho pensado mais no meu corpo. Meditando pelo menos 5 minutos do meu dia e ficando mais próxima das coisas que são realmente importantes para mim.

Aos poucos estou me tornando a pessoa que eu quero ser me afastando desse mundo louco nas redes e televisão.

É impressionante como nós conseguimos mudar a nossa forma de pensar com práticas tão simples. Hoje eu sou uma pessoa bem mais otimista, sempre procurando olhar por um lado positivo e isso atrai energias positivas. Não podemos esquecer que o nosso corpo é energia e tudo que pensamos vem para nós.

Comece também a mudar seus hábitos, você não vai se arrepender!

 

 

Destralhe digital

OBDITW0.jpg

Estou no meio do meu destralhe digital e como é cansativo! Depois de alguns bons meses me livrando do que estava demais na minha casa (ainda falta), comecei a me sentir sufocada pela quantidade de informações e arquivos no meu PC.

Veja bem, já cheguei a possuir uma biblioteca digital de mais de 500 livros, a maioria que já tinha lido, mas alguns ainda por ler. Desde os meus 16 anos iniciei esse vida de leitora digital e via com orgulho todos aqueles livros.

Até o momento que parei para refletir como era uma perda de espaço, porque esses livros podem ser facilmente encontrados na rede e como eles pesavam meu computador e pen drives. E também como era difícil encontrar no meio daqueles tantos livros os que eu gostaria de ler pela segunda, terceira vez.

Resultado? Fiz uma limpa e mantive por volta de 20 livros que são meus favoritos. Foi um bom começo. Atualizei meu skoob com aqueles títulos que tinha esquecido de anotar e aproveitei para classificar os que mais gosto.

Após dar o pontapé inicial com os livros, passei para meu e-mail que estava transbordando em mensagens não lidas e inúteis.

Atualmente mantenho na minha caixa de entrada poucos e-mails que são mais importantes e os que preciso resolver imediatamente.

Deixei de seguir vários automáticos que chegavam. Uma dica é entrar no unroll.me e lá você consegue ver todas as listas que você faz parte e sair na hora de várias ao mesmo tempo! Gente é maravilho ♥

Encaminhei e-mails com o mesmo tema para as pastas correspondentes e vou excluindo aos poucos.

Poderia compartilhar meu desktop com alegria. Inclusive exclui programas que não utilizava mais.

Sei que o mais difícil ainda está por vir. Tenho muitas fotos, vídeos e arquivos que preciso excluir e salvar, mas pretendo fazer isso em algum programa online.

Os próximos a passar pelo destralhe serão meus favoritos e salvos do Facebook. Fiquem de olho nos próximos posts que darei mais dicas de como destralhar!

A importância da gratidão

Beautiful Woman feeling free in a beautiful natural setting.

Nessa ultima passagem de ano resolvi mudar várias coisas na minha vida. Me dedicar para conquistar meus sonhos e objetivos. Algumas das minhas metas foram: aprender a me organizar melhor, desenvolver minha espiritualidade, diminuir o estresse, ser mais positiva, entre outras.

Já chegamos ao meio do ano e eu posso dizer que continuo firme no caminho para alcançar todas as minhas metas. E um dos hábitos que me ajudaram a seguir na mudança, foi a gratidão.

Eu era daquelas pessoas que se diziam realistas e não pessimistas sabe? Mas não era verdade, ver a realidade nem sempre é sinônimo de enfrentar as coisas ruins. Tentar encontrar todo dia algo que eu fosse grata, me mostrou como eu só focava no negativo e esquecia todos os pontos positivos.

Criar uma lista de gratidão me fez ter uma visão diferente sobre a minha vida.

Quando a gente se sente grato, mesmo as pequenas coisas, tudo o que temos se mostra suficiente. Eu não preciso desejar o que é do outro, olha tudo que eu tenho. Podemos ver como a sorte sempre sorri a nosso favor.

Essa busca eterna por ter mais, ser melhor, acaba transformando-nos pessoas frustradas.

Ser grata pela minha família ao meu lado, por ter um teto sobre minha cabeça, por ter saúde e o que comer nos torna mais humanos.

Em vez de pensar que uma situação não saio como você queria, você deve pensar se algo pior poderia ter acontecido? Sim? Então essa situação não merece reclamações.

Sair desse ciclo de eterna insatisfação pode transformar você!

“Só há felicidade se não exigirmos nada do amanhã e aceitarmos do hoje, com gratidão, o que nos trouxer. A hora mágica chega sempre.” Hermann Hesse

33a4da3482d099a5c39181cc9e64c2f4

Aprenda a relaxar

Enjoying lifeEm uma sociedade como a que vivemos não é estranho a ansiedade ser conhecida como mal do século (Ansiedade – Como enfrentar o mal do século). O ritmo acelerado da vida cedo ou tarde vem cobrar seu preço.

Ser produtivo, trabalhar mais horas para ter um salário melhor, a necessidade de ter mais coisas, a violência crescendo, etc. Tudo isso vai se acumulando até que seu corpo começa a lançar sinais de alerta.

Opa, acho que você foi picado pelo bichinho do estresse. Aos poucos o que começa com uma irritação leve vai aumentando. Você começa a se sentir irritado constantemente, impaciente, nervoso, sem concentração. Aí é um passo para a dor de cabeça, insônia e outros sintomas físicos.

Quando você chega nesse nível é importante procurar um profissional especializado, ter a ajuda de um terapeuta pode te ajudar a superar mais rápido essa fase.

Mas darei algumas dicas que podem te ajudar a diminuir o estresse e te ajudarem a relaxar.

A primeira é se desligue um pouco das redes sociais. Muitas vezes você acorda e a primeira coisa que vê é uma notícia de alguma tragédia. Isso já abaixa sua energia para dia e quase sempre você não poderia fazer nada para ajudar ou impedir essa situação.

Outra dica é praticar exercícios físicos regularmente e comer corretamente. Os exercícios liberam endorfina é você tem aquela sensação de bem-estar que tanto falta aos estressados. Alguns alimentos também contribuem para melhorar seu bem-estar.

Controle a sua respiração. Quanto mais devagar você respira, mais calmo você fica. Um exemplo é a respiração cadenciada. Você deve contar o tempo de inspiração e o tempo de expiração de acordo com o seu ritmo. Depois você vai controlando para que a expiração fique maior que a inspiração, até que fique o dobro de tempo. Essa respiração ajuda a controlar o estresse e a ansiedade.

Você também pode praticar a descontração muscular. Muitas dores são causadas pelo aumento da tensão muscular, quando você se concentra em determinado grupo muscular é mais fácil aliviar a tensão ali. Um exercício que pode ser feito rapidamente é o método de Jacobson. São três etapas:

  1. Deitado ou sentado em uma posição confortável você se concentra na tensão do grupo muscular que quer relaxar.
  2. Após, você começa a contrair esses músculos de forma moderada inspirando. Cuidado para não forçar muito e sentir dor.
  3. Em seguida,  relaxe esses músculos enquanto pratica a expiração lenta.

Você pode praticar várias vezes ao dia.

E claro não podemos esquecer da nossa amada meditação. No Youtube existem milhares de áudios de meditação guiada para quem não sabe meditar e também já tem vários app para meditação. Eu tenho gostado bastante do “Vivo Meditação”.

Além de todas as dicas que eu dei acima é importante fazer uma reflexão do que te causa estresse e tentar eliminar isso da sua vida se possível. Passar mais tempo com a família, os animais ou em um lugar inspirador também podem te ajudar a relaxar.